Entenda onde e como solicitar o auxílio emergencial, o benefício de R$ 600 do Governo Federal para combater a crise do novo coronavírus.

Desde que cumpra as regras do Auxílio Emergencial, que podem ser encontradas nesse outro post, quem já está cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico), ou recebe o benefício Bolsa Família, receberá o benefício automaticamente, sem precisar se cadastrar.

Para saber se você está no Cadastro Único, acesse o site do Auxílio Emergencial ou através do aplicativo “Caixa | Auxílio Emergencial” para Android ou IOS.

As pessoas que não estão cadastradas no Cadastro Único, mas que têm direito ao benefício, poderão se cadastrar no mesmo site do Auxílio Emergencial ou através do aplicativo “Caixa | Auxílio Emergencial” para Android ou IOS.

Como iniciar a solicitação do auxílio emergencial

Se você não está no Cadastro Único e quer pedir o auxílio emergencial, o primeiro passo deve ser entrar no site criado para isso.

A página inicial já traz as informações sobre quem tem direito ao benefício. No canto superior direito, clique no botão “realize sua solicitação.”

A nova página mostra novamente as informações dos critérios necessários para ter acesso. Leia com atenção e, caso se enquadre, marque os quadradinhos informando que você confirma atender a todas as condições e autoriza o acesso aos seus dados para que o governo confira se é verdade.

Depois, clique no botão que diz “tenho os requisitos, quero continuar”.

Preenchimento dos dados

A página que se abre pede informações básicas, que devem ser iguais às do seu cadastro na Receita Federal.

Preencha seu nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe, e marque a opção indicando que você não é um robô. Após isso, clique no botão laranja que diz continuar. Caso tenha problemas com seu CPF, saiba mais nesse outro post.

Neste momento, o sistema informa se o CPF já está no Cadastro Único. Caso seja esse o caso, você vai ser informado que é preciso esperar o processo de seleção, que vai considerar as informações já existentes no cadastro. Caso não, a página seguinte pede um número de celular e a operadora. Isso é importante para que a Caixa envie um código para confirmar se você é você mesmo. Clique mais uma vez em continuar.

É para este número que a Caixa vai enviar um SMS com um código em até 10 minutos. Você tem até quatro horas para informar nesta página qual foi o código enviado. Quando chegar, digite o número na linha que fala “código recebido” e clique em “continuar”.

Depois disso, a nova página pede seus dados econômicos. Quanto você ganhava por mês em média, qual era a área em que você trabalhava, e estado e cidade em que mora. Depois de preencher isso, clique em continuar.

A página seguinte pede informações da família – pelo menos dos membros que possuam CPF. É só dizer quantas pessoas moram com você e, se você for mulher e chefe de família, marque essa opção. É importante porque o auxílio é maior (saiba mais sobre isso nesse outro post). Depois de preencher e marcar a informação, aperte em continuar.

Escolha da conta para depósito do benefício

Na próxima página, você deve escolher como vai receber o benefício. 

Se não tiver conta em banco ou não quiser receber na conta que tem, marque a opção de abrir uma conta e receber. Nesse caso, a Caixa vai criar uma conta de poupança digital no seu nome só para isso, sem taxa de manutenção, porém sem cartão e com TEDs gratuitos limitados, apenas para você administrar o dinheiro que receber do benefício. Nessa opção, a nova página que abre pede algum documento de identificação – ou seu RG ou a sua habilitação. Clique no que preferir, preencha os dados e aperte continuar. Saiba mais sobre a sua conta digital nesse outro post.

Se já tiver uma conta em banco e quiser receber o benefício nela, marque esta opção e informe os dados da conta – ela deve estar registrada com o seu CPF.

Nesse caso, uma nova página será aberta e ali você informa em que banco tem a conta, que tipo de conta é, o número da agência e o número da conta. Pode acontecer de, no pé da página, haver um aviso de que, se a conta estiver com saldo negativo ou débito em conta, o dinheiro pode ser utilizado para quitar esta dívida. O governo diz que isso não vai acontecer, e a previsão é que o aviso também seja retirado. Depois disso, clique em continuar.

Finalização da solicitação

Pronto. Qualquer que tenha sido a opção, agora você pode ver um resumo dos dados que informou e ver se está tudo certo. Caso tenha algo errado, clique na opção que permite voltar para corrigir aquele ponto.

Um ponto importante. Cuidado ao preencher seus dados, pois qualquer erro invalida o recebimento do benefício! Então leia e releia antes de submeter os dados!

Se estiver tudo certo, clique na frase “leia os termos e condições” para saber como vai funcionar sua conta. Se estiver de acordo com tudo, marque o quadradinho em que “você concorda com o uso dos dados para abertura de uma poupança digital” e termine o processo apertando em “concluir sua solicitação”.

O cadastro está pronto! A tela aparecerá com a mensagem “Em análise” e agora é só esperar!

Lembrando que não é necessário ir até uma agência da Caixa para saber sobre seu processo, o resultado será divulgado no próprio site ou aplicativo! Evite aglomerações!

Veja no próximo post quando o benefício será pago.

Veja também as dúvidas mais frequentes sobre o Auxílio Emergencial nesse post.

Fonte: http://www.caixa.gov.br/auxilio/PAGINAS/DEFAULT2.ASPX

Faça seu cadastro e receba no seu email o aviso de novos conteúdos do blog


Categorias:

Visite nossas redes socias e conheça mais sobre a gente:

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *